0

Intrigante! Garotinha mumificada há mais de 94 anos abre os olhos; assista o vídeo!!!

Intrigante! Garotinha mumificada há mais de 94 anos abre os olhos; assista o vídeo

Uma criança de 2 anos que faleceu em 1920 teve seu corpo embalsamado por um médico logo após sua morte. A menina, porém, tem chamado a atenção recentemente, após aparecer com os olhos abertos, 94 anos depois. Rosália Lombardo morreu ao sofrer uma forte pneumonia em Palermo, na Itália. Seu pai, desolado, chamou o médico conhecido como Dr. Alfredo Salafaia, a fim de embalsamar o corpo da criança. O homem havia estudado técnicas de mumificação nas tumbas faraônicas do Egito.

Intrigante! Garotinha mumificada há mais de 94 anos abre os olhos; assista o vídeo
Intrigante! Garotinha mumificada há mais de 94 anos abre os olhos; assista o vídeo

Recentemente, o cadáver de Rosália foi encontrado nas Catacumbas Capuchinhas de Palermo. Entre todos os corpos achados, o da menina era o único que permanecia totalmente intacto.Uma câmera programada para registrar imagens de hora em hora foi posicionada, a fim de fotografar a criança. Foi percebido que os olhos de Rosália se abriam e fechavam todos os dias, intrigando as pessoas.

Ele observou que a múmia foi movida ligeiramente e deslocada para uma posição horizontal em um caixão de vidro livre de umidade. A nova posição faz com que seja mais fácil ver as pálpebras de Rosalia. “Eles não estão completamente fechados, e na verdade nunca estiveram”, disse Piombino-Mascali. O antropólogo desenterrou o verdadeiro segredo de Rosalia em 2009, quando ele encontrou a fórmula misteriosa utilizada para sua incrível preservação. Enquanto a maioria das múmias enterradas nas catacumbas eram tratadas pelos monges e, basicamente, desidratadas pelo ambiente seco, Rosalia foi mumificada artificialmente.

Intrigante! Garotinha mumificada há mais de 94 anos abre os olhos; assista o vídeo

Para preservá-la para a eternidade, o pai de Rosalia encontrou o embalsamador Alfredo Salafia, que morreu em 1933. Salafia nunca revelou os produtos químicos utilizados no seu conservante.

Compartilhe a matéria:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *