0

Grávida não vai ao médico por 41 semanas e o que os médicos descobriram em sua barriga surpreendeu a todos…

A gestação de um bebê é algo muito importante e que deve ser muito bem acompanho por especialistas, mas essa mamãe, que prefere não ter o nome divulgado, não pensava muito bem assim, e por isso não quis que nenhum médico acompanhasse a sua gravidez. Ela disse que não fez isso porque não acreditava em médicos e na medicina convencional.

Grávida não vai ao médico por 41 semanas e o que os médicos descobriram em sua barriga surpreendeu a todos

Ao se passarem 41 semanas de gestação e nada da criança nascer, a mulher decidiu procurar ajuda, pois tinha algo de errado em sua gestação.

Grávida não vai ao médico por 41 semanas e o que os médicos descobriram em sua barriga surpreendeu a todos

Quando os médicos fizeram um exame, quase não acreditaram no que estava acontecendo. Através do resultado do exame os médicos puderam analisar que a criança não estava crescendo dentro do útero da mãe, mas sim na cavidade abdominal, o que não é nada comum de acontecer. Esse tipo de ocorrência é muito raro, e as chances do bebê nascer com vida são muito difíceis, mas em poucas exceções isso é possível.

Grávida não vai ao médico por 41 semanas e o que os médicos descobriram em sua barriga surpreendeu a todos

Logo que descobriram o que estava realmente acontecendo, os médicos levaram a jovem para a sala de cirurgia. Esse tipo de cirurgia é muito complicada e as chances de se obter sucesso são muito raras, por isso há apenas 12 casos conhecidos no mundo em que a criança nasceu saudável.

Esse tipo de cirurgia traz um risco muito grande, tanto para o bebê quanto para a mãe, pois é necessário tirar a placenta, que por complicações pode gerar hemorragia e consequentemente sérios riscos para a paciente.

Grávida não vai ao médico por 41 semanas e o que os médicos descobriram em sua barriga surpreendeu a todos

Após terminarem o procedimento, os médicos que participaram da cirurgia testemunharam de perto o acontecimento de um milagre. Eles conseguiram salvar tanto a mãe quanto o bebê. A criança nasceu totalmente saudável e pesando aproximadamente 4 kg.

Esse caso aconteceu no dia 31 de março de 2017 na cidade de Barnaul, no oeste da Sibéria, na Rússia.

Compartilhe a matéria:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *