1

Seu filho tinha toda uma vida pela frente. Até que ele foi ao banheiro com este homem e cometeu um erro terrível.

O uso de opioides se tornou um tipo de epidemia e tem custado a vida de jovens em todo o mundo. O uso de analgésicos poderosos vem crescendo, tendo se tornado um dos protagonistas da cena de drogas recreativas. Normalmente, esses tipos de drogas só são acessíveis com prescrição médica e são potencialmente muito perigosas, com um risco de overdose extremamente alto. Recentemente, uma mãe canadense chamada Sherri Kent experimentou o quão perigosa essa epidemia é: seu filho morreu de overdose enquanto experimentava opioides.

A perda de seu filho Michael foi devastador para Sherri. Ele só tinha 22 anos e tinha tanto pela frente. Quando o jovem ainda estava no hospital ligado a aparelhos de respiração, Sherri tirou esta foto e postou no Facebook com uma mensagem para alertar outras pessoas sobre os perigos dos opioides.

“Eu só quero que todos saibam que meu filho Michael morreu de overdose de fentanyl. Meu filho não era um viciado. Ele cometeu um erro que custou a sua vida. Eu só quero alertar a todos para a epidemia que está acontecendo agora, que mata cerca de 5 a 7 pessoas por dia em todas as cidades do Canadá. Está fora de controle e não há como proteger nossos filhos disso a não ser alertando-os dos perigos do uso de drogas. Eu perdi meu filho para essa tragédia horrível que quero conscientizar outros pais de que isso pode acontecer com qualquer um que decida mexer com qualquer coisa que possa ser cheirada. Fentanol é o número 1 em mortes no Canadá e está levando nossas crianças e nossos entes queridos. Por favor, compartilhe isto com seus amigos e família para ajudar a prevenir outra tragédia”

A primeira vez que Michael foi abordado, ele recusou a heroína que o traficante estava oferecendo. Mas um dia depois, a curiosidade obviamente venceu, e ele se encontrou com o traficante em uma loja local. Os dois entraram no banheiro para experimentar uma droga, que era Fentanil, um analgésico forte que só pode ser comprado com prescrição médica. Quando Michael desmaiou após tomar a droga, o traficante o deixou sozinho no banheiro por 20 minutos antes de encontrar ajuda.

 

Quando o socorro chegou, já era tarde demais. Os paramédicos levaram Michael para um hospital nas proximidades, onde ele foi ligado a aparelhos de respiração. Ele permaneceu em coma profundo por muitos dias, mas os médicos não tinham esperança de que ele se recuperaria. Quando foi informada de que seu filho não tinha chances de recuperação, Sherri concordou em desligar os aparelhos. Foi a decisão mais difícil que ela já tinha tomado, e isso a deixou de coração partido.

 Agora, Sherri está determinada a prevenir outras pessoas de passarem pelo que ela passou. Sua mensagem é claro: o uso de opioides atingiu proporções epidêmicas e algo tem que ser feito. Nesse meio tempo, os pais têm que alertar seus filhos e prestar atenção no seu comportamento. Para Sherri, se essa mensagem salvar ao menos uma vida, então a morte de Michael não terá sido em vão.
Compartilhe a matéria:

Imagem e mensagem

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *