0

Grávida de 41 semanas se nega a ir ao médico. Até descobrir um detalhe estranho em sua gravidez

A gravidez é algo muito esperado pelas mulheres que desejam ser mães e formar uma família, mas ela também é algo muito fascinante e complexo. Um exemplo disso foi o que aconteceu com uma mãe – que prefere não ser identificada – em Barnaul, uma cidade da Sibéria ocidental.

A mulher, grávida de 41 semanas, estava pronta para dar a luz, mas um detalhe surpreendeu os médicos que a atenderam naquele dia: ela não havia passado por nenhum exame médico durante toda a gestação.

Quando questionada, ela disse que não confiava nos procedimentos médicos e que só havia ido ao hospital para dar à luz porque percebeu que o bebê estava demorando para sair e que algo parecia estar errado. E o que os médicos descobriram sobre o bebê em seguida deixou todos no hospital em choque.

A criança não havia se formado no útero de sua mãe, mas, sim, em uma cavidade abdominal. Essa condição, chamada de gravidez ectópica, é muito rara e traz grandes riscos à saúde da mãe e do bebê.

Então, assim que essa condição foi descoberta, a mãe foi preparada para uma cirurgia de emergência, na qual houve apenas uma dúzia de casos em que a mãe e o filho sobreviveram. Bom, essa foi uma delas. A cirurgia durou duas horas, um tempo muito maior do que uma cesariana normal.

A menina – nomeada de Verônica, que significa mulher vitoriosa – nasceu com mais de 4 quilos e era completamente saudável, um verdadeiro milagre, devido a suas condições.

Depois de tudo isso, a mãe de Verônica finalmente acreditou na eficácia da medicina e garante que, se engravidar novamente, fará todos os exames necessários para não correr esse risco novamente.

Imagens: reprodução

Compartilhe a matéria:

Imagem e mensagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *