0

Depois que o 1º nasce, médicos caem para trás ao olhar o que mais havia dentro da barriga

Não existe nada comparado ao momento de dar à luz. Ver aquele ser minúsculo surgir diante de seus olhos, saber que você foi capaz de criar algo assim é simplesmente inexplicável. E esta mãe teve uma chance que nem todas tem.

Angie, ao lado do marido, Gino já tinha um par de meninos em casa, mas assim que engravidou o sonho era só um: uma menina. Porém, as coisas acabaram mudando de figura quando ela recebeu a notícia de que três menininhas haviam se juntado ao seu útero. Exatamente. A mãe estava prestes a ter trigêmeas.

A felicidade era incabível, mas os riscos com esse tipo de gravidez são muitos, o que, obviamente, acabou preocupando não só o casal, mas também os médicos responsáveis. Conforme as semanas iam passando, descobriram que um bebê apenas era uma trigêmea fraternal, enquanto as outras duas eram idênticas e dividiam uma só placenta. Exatamente por conta disso, um agravante acabou ocorrendo e um bebê estava recebendo mais líquido do que o outro.

Dessa forma, era bem possível que uma delas nascesse sem os pulmões desenvolvidos e com sangramentos no cérebro. Assim, o que eles podiam fazer por Angie era interná-la no hospital em sua 27ª semana de gestação para que tais riscos fossem evitados.

O medo de perdê-las eram incrivelmente difícil, mas em nenhum momento eles perderam a confiança. No hospital, em um certo momento, as enfermeiras chegaram a apresentar a unidade intensiva onde os bebês prematuros geralmente ficam. Tudo para tranquilizá-la ao máximo, já que provavelmente suas garotinhas iriam para aquele lugar.

Mas o mais emocionante mesmo é quando chega a hora do nascimento. A mãe calmamente espera cada uma delas nascer e as vê ir embora com cada uma das médicas e enfermeiras. Elas precisavam de um aquecimento imediato e, claro, de muita assistência por nascerem prematuras. Contudo, a mãe não conseguia conter as lágrimas. Ela queria segurá-las e aquecê-las em seu colo.

Só algumas horas depois, porém, que Angie conseguiu realmente vê-las. E a emoção não poderia ser diferente. Simplesmente incrível, não acha?!

Fotos: Reprodução/Sharp Health Care.

Imagem e mensagem

Deixe uma resposta