0

Eles adotaram 3 crianças após tentar gravidez por 10 anos. De repente, uma surpresa muda suas vidas

Juliana e Henrique nasceram para serem pais. O casal carioca sonhou com o amor de um filho biológico por 10 anos, tempo decorrido em tentativas frustradas devido ao ovário policístico de Juliana. Sem desistir do sonho, a esperança foi avistada quando surgiu a oportunidade de adotar Matheus.

Aos 3 meses de vida, o bebê conquistou o coração dos pais e ganhou um lar, retribuindo-os com a felicidade da recém-formada família. No mesmo ano, Juliana descobriu estar grávida, mas sua alegria foi interrompida, pois o bebê morreria poucos dias após seu nascimento prematuro.

Um ano depois, uma notícia gerou dúvidas e mais esperança na família – a mãe biológica havia dado à luz o irmão de Matheus, que também precisava de um lar. Ainda abalada pela perda, Juliana foi à maternidade ver o recém-nascido, voltando para casa já com o menino Kauã em seus braços.

Uma grande família foi se desenhando com a confidência da juíza responsável pela adoção – outro irmão havia nascido e seria também encaminhado para a adoção. O casal, mesmo preocupado com a falta de recursos financeiros, adotou seu terceiro filho, Lorenzo.

A história não acaba aqui: Em novembro, Juliana surpreendeu o marido com a confissão de que estava grávida de seu tão sonhado filho biológico. O quinto membro da família será Lavínia, que nascerá em agosto.

A família carioca é um exemplo de perseverança e de que nunca se deve desistir dos sonhos, pois as coisas acontecem na hora e na ordem certa. Henrique, que logo será pai de quarta viagem, declara aos prantos: “Agora vai ser perfeito. Ela virá, mas tinha de ter três irmãos.”

Fonte: bestofweb

Imagem e mensagem

Deixe uma resposta