0

Depois de ficar 7 dias abandonada no aeroporto, as autoridades decidem abrir esta caixa. O que havia dentro deixou todos horrorizados. VÍDEO !

Em março deste ano, uma caixa estranho chegou ao aeroporto de Beirut, no Líbano, sem informações sobre seu destinatário, remetente ou o que teria dentro dela. Durante 7 dias, ela ficou no aeroporto sem que ninguém a reclamasse, até que um juiz deu a ordem para abri-la. O que eles encontraram dentro dela deixou todos em choque…

Em um pequeno espaço de apenas 42 cm de altura, havia três filhotes de tigre siberiano, uma espécie ameaçada de extinção. Os tigres estavam desnutridos e desidratados, além de estarem cobertos por urina e excrementos. Mas o pior de tudo era que, fora o fedor e a sujeira, as paredes da caixa, as pernas dos animais e seus ânus estavam completamente infestados de larvas e vermes.

Os pobres filhotes passaram dias presos em condições completamente deploráveis e sequer tinham sido vacinados. Graças às leis do país, a organização de resgate animal “Animals Lebanon” conseguiu levá-los a um lugar seguro para tratá-los e examinar melhor a condição deles. Lá, eles descobriram que só um deles tinha um microchip implantado, sendo que a norma é que todos tenham uma.

 

As solas das patas também se encontravam em carne viva e com queimaduras causadas pela urina acumulada no fundo da caixa. Como a altura da caixa impedia que os tigres ficassem de pé, os músculos e as patas traseiras também tinham sido afetados. Os três sofriam de diarreia e outros problemas estomacais.

Após uma investigação, descobriu-se que os pequenos tigres vinham do zoológico de Nikolaev, na Ucrânia, e se dirigiam ao zoológico Samer al-Husainawi, em Damasco, na Síria. Acredita-se que eles não chegaram ao destino por causa da falta de documentos necessários. “Desde 2012, a mãe deu à luz pelo menos 12 filhotes, incluindo esses três. Os outros nove foram vendidos a compradores privados”, afirma o diretor executivo da Animals Lebanon.

Ainda que estejam sendo tratados por um veterinário especializado e já estejam muito melhor, a luta ainda não terminou: o diretor do zoológico da Ucrânia os quer de volta e está tomando ações legais para isso. “Esses grandes felinos podem valer milhares de dólares no mercado negro. O dono está brigando para recuperá-los. E nós estamos lutando pelos tigres”, diz a Animals Lebanon em uma postagem no Facebook.

Ainda não se sabe qual será o destino dos três pequenos, mas a organização de resgate está fazendo todo o possível para conseguir enviá-los a um santuário. Lá, eles viveriam tranquilos, com espaço suficiente e com outros tigres de sua mesma espécie. No entanto, o diretor do zoológico pode conseguir ganhar a causa na justiça para tê-los de volta e vendê-los a compradores de animais exóticos.

Você pode ver o vídeo da Animals Lebanon aqui:

Não podemos deixar que coisas assim continuem acontecendo! A organização que os salvou está pedindo ao mundo para que compartilhe essa história para conscientizar a todos. Só assim os juízes poderão soltar os tigres no santuário, ao invés de devolvê-los ao dono. Apoie a campanha da organização e mantenha-se contra a compra e vende de animais exóticos.

Compartilhe a matéria:

Imagem e mensagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *