0

Depois de duas gravidezes, esta atleta voltou a treinar. Mas ela notou algo estranho.

Quando a corredora profissional Stephanie Bruce decidiu ter filhos, ela fez uma pausa em seu regime de treinamento.

Pouco depois, seu desejo de ter uma família se tornou realidade: ela deu à luz dois filhos com uma diferença de apenas 15 meses entre eles.

Mas as gravidezes cobraram o preço de seu corpo. Ela, que antes costumava mostrar orgulhosamente o seu abdômen definido, ficou hesitante em mostrar sua barriga por um tempo

Para Stephanie, ficou claro que algo estava errado. Ela tinha desenvolvido um buraco no músculo em volta da parte inferior da barriga.

“Eu chamo de Grand Canyon”, ela brinca. “Eu consigo enfiar três dedos no meio do meu abdômen.”

O médico diagnosticou Stephanie com uma diástase do reto abdominal, uma condição na qual os músculos abdominais separam durante a gravidez para deixar espaço suficiente para que o bebê cresça sem problemas.

A condição deixou Stephanie com um ponto particularmente flácido no meio da barriga.

A maioria das mulheres simplesmente cobriria a pele, mas a carreira de Stephanie requeria um uniforme específico que não permitia isso. Ela ainda estava treinando duro para realizar seu sonho de ir para as Olimpíadas.

Então, ao invés de esconder, Stephanie decidiu fazer exatamente o oposto: ela começou a postar fotos de sua barriga pós-gravidez nas redes sociais.

“Talvez exista um clube secreto de mulheres com a mesma condição, e se você não tem com quem conversar, você não faz ideia por que sua pele é tão flácida e por que você tem dor nas costas”, explica Stephanie.

Postando fotos online, Stephanie manteve um diário de suas tentativas de fazer seus músculos abdominais voltarem à forma. Infelizmente, as reações às fotos não eram sempre de apoio.

“Muitas respostas têm sido: ‘ok, esse é o estômago dela. Por que ela está mostrando para todo mundo? Será que ela não poderia cobri-lo?'”

Seu treinador a acha inspiradora: “Tenho certeza que há muitas mulheres lidando com a mesma coisa que Stephanie, mas elas não estão falando sobre isso, então ela é muito corajosa por fazer isso.”

“A sua aparência não importa. É uma questão de como você se sente, o quão forte você é e se sentir confiante em sua própria pele”, disse Stephanie.

Você pode ver mais dessa história neste vídeo (em inglês):

As expectativas geradas pela mídia sobre como mulheres devem parecer como se nunca tivessem ficado grávidas são completamente irreais e baseadas numa ideia perigosa e superficial de beleza. Talvez se mais mulheres como Stephanie falassem publicamente e mostrassem suas rugas e estrias com orgulho, o resto da sociedade finalmente perceberia como elas são verdadeiramente lindas.

Compartilhe a matéria:

Imagem e mensagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *