0

Uma menina posa para a foto da escola. Trinta anos depois, o namorado dela nota algo no canto esquerdo da imagem que o deixa sem palavras.

Você se lembra quem era o seu melhor amigo(a) quando estava no primeiro ano da escola? Se sim, você sabe o que aconteceu com ele ou ela? A maioria de vocês vai responder não a estas perguntas. Mas no caso de Amy Giberson e Justin Pounders, eles sabem exatamente quem é essa pessoa.

Em 2014, Justin estava procurando uma namorada em um site de namoro. De repente, seu coração acelerou quando ele viu a foto de uma menina chamada Amy. Ele ficou atraído por ela imediatamente e, felizmente para ele, o sentimento foi retribuído. Quando ele telefonou para Amy pela primeira vez, a química entre os dois foi incrível.

O primeiro encontro deu tão certo que Amy soube na mesma hora que Justin seria o homem com quem ela se casaria. Ela sabia que isso era mais do que uma atração – de alguma maneira ela sentia que conhecia Justin por toda sua vida. Eles começaram a namorar e em um ano as coisas ficaram mais sérias. Então, um dia, eles descobriram algo que mudou o relacionamento deles e isso explicava o motivo deles terem se dado tão bem.

Justin contou a Amy que, quando criança, ele gostava de uma menina de sua turma que também se chamava Amy. Eles continuaram conversando sobre o assunto e descobriram que ambos frequentaram a mesma escola. Os dois pensaram na possibilidade, mas acharam muito improvável. Eles foram visitar a mãe de Justin, que se lembrava que ele brincava com essa amiguinha. Quando ela pegou o velho álbum de fotos, todas as dúvidas foram sanadas.

Na foto de turma, Amy e Justin estavam sentados lado a lado! A mãe dele contou que eles sempre se sentavam juntos no almoço e passavam horas brincando no playground. Trinta anos depois, o destino os reuniu. “É inacreditável que a nossa jornada tenha começado muito mais cedo do que pensamos”, diz Amy.

Agora Amy e Justin estão casados e passam todos os dias juntos, assim como faziam há 30 anos. Depois de todos esses anos, agora eles sentam juntos para o almoço novamente, mas agora em sua própria cozinha, não no refeitório. E eles também passam horas juntos ao ar livre – no quintal deles, não no pátio da escola. Todos nós procuramos aquele alguém especial que pode nos fazer feliz.

Imagem e mensagem

Deixe uma resposta