0

Mulher reata com seu ex para que seu filho tenha um pai. Mas quando ele a despe e joga no chão, ” Pesadelo” começa

Paola Mascambruni é uma argentina de 38 anos de idade. Ela é mãe de quatro filhos e já passou por algo que atinge muitas mulheres no mundo inteiro: a violência doméstica. Há poucos dias, suas fotografias com um rosto desfigurado se tornaram virais na internet. Conheça toda a sua história.

No ano 2009, Paola conheceu Rodrigo Eduardo Picolini em seu emprego: foi amor à primeira vista, ele era a sua definição de um homem perfeito. Eles se apaixonaram rapidamente, e tempos mais tarde a jovem ficou grávida de seu filho mais novo, Valentino. Mas na altura da gestação, Rodrigo começou a ficar muito violento.

Aos 2 meses de gravidez, eles tiveram uma briga feia. Ele jogou um copo de cerveja em seu corpo. Num outro dia, no shopping, ele estava tão zangado com ela que lhe mordeu a bochecha. Rodrigo se desculpou, chorou e disse que não voltaria a acontecer. Paola decidiu confiar nele e tentou que ficassem juntos por causa do bebê que estava a caminho.

No entanto, seis meses depois eles tiveram uma briga que terminou com o Rodrigo dando socos em seu rosto. Paola terminou o relacionamento e não o viu de novo até o dia do parto.

Quando chegou a hora do menino nascer, Rodrigo quis acompanhar Paola e conhecer seu filho. Ela estava feliz por ele estar presente. Mas enquanto estavam na sala de partos, o homem começou a ser agressivo de novo e os trabalhadores do hospital tiveram de o tirar de lá.

Paola decidiu continuar com sua vida e esquecer as más experiências. Ela preferiu ficar sozinha a estar com um homem tão violento. A jovem começou a namorar com outro homem que era uma figura paterna ideal para seu filho. Infelizmente, o relacionamento terminou, e ver Valentino órfão a fez se sentir mal….

A mãe sentia que era injusto ele não se lembrar de como era seu pai e nunca o poder ver. Então Paola resolveu ligar para Rodrigo, mesmo depois de tudo o que ele fez. O homem começou a visitar seu filho, o levava a passear e lhe comprava coisas. Tudo parecia ir bem.

Um dia, em maio 2016, o casal foi jantar e decidiu reatar para que o filho pudesse ter uma família completa e saudável. Mas no final de semana seguinte, Valentino voltou para casa chorando e dizendo que seu pai tinha lhe batido.

“Eu liguei para pedir explicações e essa situação levou a mais violência. Ele veio para destruir a minha casa. Ele bateu com o carro no muro, e, em seguida, ameaçou me matar com uma arma”.

Essa foi a primeira vez que Paola denunciou Rodrigo às autoridades, e parou de vê-lo por completo. Mas em dezembro, esse pai teve um acidente de moto. Segundo o homem, o acidente lhe fez refletir sobre como ele agiu com ela e seu filho, e estava disposto a mudar depois de ter estado à beira da morte. Paola viu sinceridade em suas palavras e suas lágrimas, e voltou a perdoá-lo.

No dia 16 de março de 2017, Rodrigo chegou em casa com uma atitude estranha. Ele tinha se arranjado muito bem para Paola. Quando ele viu que a mulher não fez nenhum comentário sobre sua aparência agradável, ele perguntou violentamente por que ela não notou. A jovem mãe riu e ele ficou irado. Assim começou o pesadelo…

“Ele fechou as portas. Me tirou a roupa. Agarrou em meus ombros e costas, e quebrou uma janela. Me deu pontapés e socos em todo o corpo e tentou me enforcar. A palavra mais suave que disse foi ‘prostituta’. Pedi para ele se acalmar. Disse: ‘Rodrigo, por favor, você vai me matar’. E ele me respondeu que sim, é claro que ia me matar”. O espancamento durou duas horas!

Paola tentou escapar e se arrastou pelo chão, gritando. Ninguém a ouviu nem veio em seu auxílio. Ela conseguiu colocar a chave na fechadura para abrir a porta, mas ele a agarrou por trás, a jogou no chão e lhe deu um tapa na cara. Felizmente, essa mãe conseguiu finalmente sair de casa, pular a cerca do quintal e pedir ajuda na rua. Todos tiveram medo de a defender, mas alguém chamou a polícia e eles vieram.

A mulher acabou com uma fratura de crânio, derrame no olho, hematomas por todo o corpo, trauma nasal e montes de dentes partidos. Paola nem conseguia acreditar que estava viva. Rodrigo foi para a prisão, acusado de violência doméstica.

Paola acreditou que estar com ele era o melhor para seu filho Valentino e para ela. Mas agora viu que o homem que amava era um psicopata violento, alguém incapaz de amar!

Há poucos dias, a mulher publicou fotografias de seu rosto destruído para alertar outras mulheres. Muitas vezes os homens dizem que vão mudar, e que esses atos de violência não vão acontecer novamente. Eles choram, dão presentes, fazem promessas. Mas um homem violento geralmente nunca muda!!

Em vez disso, manipula as pessoas ao seu redor para fazê-las acreditar que está arrependido. Infelizmente ainda existem muitas pessoas como Rodrigo nesse mundo.

Essa mensagem que Paola quer transmitir: Saia desse tipo de relacionamentos antes que seja tarde demais!!

Compartilhe a matéria:

Imagem e mensagem

Deixe uma resposta