Mãe de 23 anos já está “morta”. Mas depois de colocar sua bebê em seu peito, algo inusitado acontece

A americana Shelly Cawley está grávida e mal pode esperar para segurar seu primeiro filho em seus braços. Mas o momento que a jovem de 23 anos e seu marido, Jeremy, tanto esperavam, acaba tornando-se o seu pior pesadelo. Assim que Shelly entra em trabalho de parto, os médicos precisam realizar uma cesariana de emergência.

A pequena Rylan chega ao mundo completamente saudável. Porém, durante a cirurgia, um coágulo de sangue se desprende, bloqueando importantes artérias de sua mãe. Shelly entra em coma. “Os médicos tinham feito tudo o que podiam. Neste momento, eles estavam absolutamente certos de que Shelly não resistiria”, lembra Jeremy. “Você fica tão feliz quando seu filho nasce… e, no momento seguinte, você acha que vai ter que dizer adeus a sua esposa para sempre. Era como se eu estivesse anestesiado.”Mas a enfermeira Ashley Manus tem, de repente, uma ideia genial: “Nós sabemos que, para um recém-nascido, o contato com a pele da mãe pode ser muito útil –  então por que isso não funcionaria ao contrário?” Em seguida, os médicos pegam a bebê nua e a colocam no peito da mãe em coma.

“Eu tinha esperanças de que Shelly ainda estivesse entre nós e que, ao sentir sua filha e seu coração, ela fosse despertada por seus instintos maternos”, explica a enfermeira. Mas assim que a bebê Rylan toca sua mãe, ela continua dormindo pacificamente. “Nós fizémos cócegas nela e até demos alguns pequenos beliscões”, conta o pai Jeremy. “Estas tentativas duraram 10 minutos, até que ela deu um grito alto.”E o inacreditável acontece: “Vimos o monitor cardíaco mostrar um sinal de vida. Os gritos tinham trazido Shelly de volta. Minha esposa voltou para nós!”, lembra Jeremy com lágrimas nos olhos. Em seguida, a condição de Shelly ficou estável. Depois de uma semana, a jovem acordou completamente do coma e pode, finalmente, pegar sua bebê nos braços. “Olhei para o rosto de Rylan e pensei que ela era a bebê mais linda do mundo”, diz Shelly. “Eu sei que todas as mães dizem isso, mas nós duas passamos a ter uma conexão especial depois de tudo o que aconteceu.”A pequena e fofa loirinha acaba de celebrar seu 1º aniversário. “No ano passado eu lutei pela minha vida e este ano tenho uma filha maravilhosa com 1 ano de idade”, conta Shelley. “Quando ela crescer, eu vou lhe dizer que ela salvou minha vida.”

Shelly e Jeremy Cawley não poderiam estar mais felizes com o pequeno milagre que salvou a vida desta jovem mãe. Que lindo final feliz! Se a história desta família também te emocionou, compartilhe este artigo com todos os seus amigos!

Fonte: http://www.naoacredito.com.br/

Compartilhe a matéria:

Imagem e mensagem