0

BBB17: Marcos e Emilly se empolgam, passam dos limites e recebem punição severa

No BBB, a dupla Marcos e Emilly foi sorteada na manhã, 20 de fevereiro, para ir ao mercado “Tá com Tudo” para comprar comida para os confinados do grupo e descobriram que boa parte dos principais produtos está indisponível. “Estamos sendo penalizados”, notou Marcos quando a “sister” chamou-lhe a atenção para o fato.

As punições implicaram perda de estalecas, unidades da moeda usada no reality show global, e de certos produtos que só o mercado podia fornecer (asa de frango e costela, por exemplo). Marcos disse que cinquenta e dois itens estavam indisponíveis. #Emilly disse que, no final das contas, estavam pagando por produtos disponíveis “Tá com Nada”, a versão mais pobrinha e limitada do mercado para o grupo que está sob limitação alimentar (quem tem acesso a qual mercado depende dos azares do jogo ao longo da competição).

Os dois discutiram se deveriam levar bucho para os companheiros. A resposta de Marcos foi prática: deixar de lado o bucho – e não dizer que o alimento era uma das opções – e levar mais ovos porque, argumentou, são uma comida que todos aceitam.

Esta não foi a única atribulação envolvendo comida com que os confinados tiveram que lidar. A paratleta Marinalva questionou a atitude do pessoal do grupo Tá com Tudo, que jogou comida fora. A comerciante Elis, que estava presente na cozinha, perguntou o que tinha sido jogado fora, e Emilly respondeu que se tratava apenas de alimentos do grupo “Tá com Tudo”. O que era do grupo “Tá com Nada” tinha sido escrupulosamente guardado, explicou. Elis, que estava presente, então perguntou se não dava para reaproveitar a comida. Emilly respondeu que não, embora Marcos tenha arriscado que, talvez, até tivesse sido possível. A comerciante então diz que eles não deveriam ter desperdiçado os alimentos – mesmo que fossem deles. “Vocês entendem, né?”.

Marinalva e Emilly, que já tiveram uma acalorada discussão, reconciliaram-se recentemente. Esta admitiu que tem dificuldades para aceitar fazer tarefas domésticas – sua mãe sempre as fez por ela, explicou -, mas entendeu que tem que dar sua contribuição. “Quero fazer, quero ajudar”, resumiu sua nova disposição de espírito, fruto de suas conversas com Marcos, conforme admitiu.


RELACIONADOS
loading...

Imagem e mensagem

Deixe uma resposta