0

ROMERO ESTÁ VIVO! A Regra do Jogo : Última Semana

Na última semana da trama das nove Juliano descobre que Romero não morreu e agride o rival, mas não consegue evitar que ele fuja.

A descoberta de que Romero (Alexandre Nero) não morreu é a esperança de Tóia (Vanessa Giácomo) sair da cadeia, nessa reta final da novela “A Regra do Jogo”. Na última semana da trama, Juliano (Cauã Reymond) invade a cobertura e, ao pressionar Atena (Giovanna Antonellifaz com que o “falecido” se revele. O ex-lutador parte para cima do rival, aos socos e pontapés, mas, golpeado por Ascânio (Tonico Pereira), não consegue evitar a fuga do casal. Na sequência, ele vai atrás de Dante (Marco Pigossi) e conta que o ex-vereador não está morto.
Sem saber que foi manipulada por Atena e cometeu um falso assassinatoque não passou de uma aposta entre a vilã e seu ex-marido, Tóia confessa que incendiou o cativeiro com Romero dentro e pede que Dante a prenda. Juliano fica desesperado mas parte para a ação depois que Zé Maria (Tony Ramos) o alerta de que o bandido pode estar vivo, tal como ele próprio fez ao simular a própria morte.
O professor de artes marciais então monta guarda na frente do prédio em que o rival morava e invade a cobertura rendendo Ascânio. Uma vez dentro do apartamento, ele discute com Atena e Romero, para defender a golpista, acaba saindo de seu esconderijo. “Eu sabia! Desgraçado”, grita Juliano, que domina o adversário depois de puxar o tapete (literalmente) de Atena e lhe dá uma chave de braço. “Acabou! Perdeu! Agora você vai pagar”. O ex-marido de Tóia só para de apanhar quando seu fiel escudeiro golpeia o filho de Zé Maria com um abajur.
Ascânio não consegue escapar e vai para a cadeia
Atena e Romero saem correndo e Juliano só não os impede porque é atingido novamente por Ascânio, desta vez com um taco de golfe. Quando chega à portaria do prédio, ele vê o casal entrando num táxi. Pelo telefone ele chama Dante: “Brother, não sei se é uma notícia boa ou ruim, mas o teu pai tá vivo. Acabou de fugir daqui. Ele e a Atena inventaram essa história do assassinato”, diz, e espera o policial chegar mantendo o “terreno baldio” preso no local.
Dante explica que, para libertar Tóia, é preciso ter provas de que Romero está vivo. Juliano tem a solução: “O porteiro pode testemunhar, ele viu o Romero saindo daqui. E o Ascânio também deve ter muita coisa para te contar lá na delegacia”. O oficial concorda e leva o comparsa do pai adotivo preso. As informações são do colunista de TV Daniel Castro.
(Por Samyta Nunes)

Compartilhe:

Eloiza Prestes

Deixe uma resposta